Notícias

02/12/2019 - TRABALHADORES DA SGS DO BRASIL APROVAM CORDO DE COMPENSAÇÃO DE JORNADA

  • Por unanimidade os 32 trabalhadores da SGS do Brasil aprovaram em assembléia realizada dia 29/11, na sede da empresa, a proposta de acordo coletivo de compensação de jornada de trabalho que terá vigência no período de 1º de fevereiro de 2020 a 31 de janeiro de 2021. 

    O Advogado do SINDAUT Dr. Agripino junto com o Diretor Diniz José Albino, esclarecem para os trabalhadores todo teor da proposta de acordo de compensação de jornada de trabalho para offshore

    Para os empregados que trabalham em regime offshore (embarcados) aplicar-se-á o disposto na Legislação Vigente – Lei no 5.811/1972, exceto:

    Quando o empregado trabalhar de forma mista onshore e offshore, para cada dia de turno trabalhado offshore de 12 horas, haverá folga compensatória quando desembarcado de 01 (um) dia, não sendo desta forma considerada como horas extras as horas trabalhadas no turno offshore, porque serão compensadas pelo dia de folga correspondente; 

    Como contrapartida, serão consideradas como horas extras, com adicional de 100%, todas aquelas laboradas no período, das 22:00 às 5:00hs; 

    Quando o empregado estiver trabalhando onshore, sua jornada será de 44 semanais, permitido a compensação de horas do sábado; 

    O empregado que desempenhar as funções neste regime misto, receberá adicional de periculosidade 30% (trinta por cento) e adicional de sobreaviso de 20% (vinte por cento) sobre o salário base.

    Por unanimidade os trabalhadores da SGS do Brasil aprovam a proposta de acordo.

    Foi garantido e aprovado no acordo a manutenção de todos os benefícios previsto neste acordo, ainda que expirado sua vigência, na próxima data base.

     

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Ao contrário do que afirmavam os apoiadores da “reforma” trabalhista, do governo de Michel Temer, o contrato intermitente não criou “milhões de empregos” Brasil de Fato - Dados do Boletim Emprego em P...
Foi publicado no Diário oficial da União (DOU), em 14/01/20 seção 1, pag. 7, a Portaria nº 950, de 13 de janeiro de 2020, do Ministério da Economia/Secretaria Especial de Previdência e Trabalho, que e...
Os trabalhadores precisam reagir para defender os seus direitos, pois o piso é muito importante para milhares de trabalhadores que não tem convenção ou acordos coletivos e portanto não possuir meios d...
Em nota técnica publicada em seu site, o Dieese (Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Econômicos) faz dura crítica à interrupção da “política de valorização do salário mínimo”, que vinh...
Com resultado do INPC de dezembro, reajuste do salário mínimo fica abaixo da inflação INPC serve de base para correção do mínimo e, segundo IBGE, ficou em 4,48% em 2019; com isso, valor deveria chegar...